Sexta-feira, 21.08.09

Vida com história

 

A vida é como uma viagem no mar da história, com frequência enevoada e tempestuosa, uma viagem na qual perscrutamos os astros que nos indicam a rota. As verdadeiras estrelas da nossa vida são as pessoas que souberam viver com rectidão. Elas são luzes de esperança.


(Bento XVI, Spes Salvi)

 

publicado por portosolidao@sapo.pt às 15:07 link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 16.06.09

Ser pessoa

 

A pessoa é por definição um “ser-para-os-outros”.
Fechado sobre si mesma deixa de ser pessoa em plenitude. Continua a ter a sua dignidade que ninguém lhe pode tirar. Podem magoá-la, violá-la, ignorá-la, mas ninguém pode tirar a ninguém a sua dignidade radical.
Para se realizar plenamente tem de se abrir aos outros.
 
Abrir-se aos outros é estar disponível para os apoiar e para ser apoiado por eles.
É ser agente de uma história cada vez mais humana e portanto melhor para os outros e para mim. A abertura aos outros implica aceitar e lutar pelo bem-estar de todos, por uma melhor qualidade de vida, que é sempre uma conquista longa, difícil e contínua.
 
Abrir-se aos outros é também respeitar, admirar e reverenciar a natureza, torná-la mais bela ainda e mais acolhedora para todos, os que estão entre nós mas também e sobretudo os que ainda não nasceram.
 
Ser pessoa é, pois, ser cidadão consciente e livre.
 
Ninguém pode ser verdadeiramente feliz se se fechar e não der o seu contributo, um contributo que é sempre único e insubstituível, como o é o nosso DNA.
Se alguém não colaborar ficamos todos mais pobres.
Ninguém pode demitir-se de ser pessoa seja for por preguiça, por medo, por cansaço, por sacrifício.
Fazê-lo é trair-se a si e trair os outros.
tags:
publicado por portosolidao@sapo.pt às 22:19 link do post | comentar | favorito
Domingo, 08.03.09

Pelas Mulheres

É hoje comemorado o Dia Internacional da Mulher.

Historicamente apontam-se, como origem desta celebração, as lutas laborais das operárias numa fábrica de Nova Iorque que terão ocorrido em 1857.

É em 1975 que as Nações Unidas declaram o dia 8 de Março como o Dia Internacional da Mulher.

O fundamento para esta comemoração é a tomada de consciência do valor da mulher como pessoa de direitos plenos.

Em Portugal, apesar da Constituição de 1822 referir que a lei é igual para todos, não fazendo referência específica a homens ou mulheres, a verdade é que em muitas vertentes continuaram a verificar-se fortes diferenças.

Em 1976 a Constituição da República Portuguesa declaradamente proíbe a discriminação em razão do sexo, consagra o principio da igualdade de direitos e deveres dos cônjuges e reconhece direitos aos trabalhadores sem distinção do sexo.

Todos sabemos que, em muitas partes do mundo, as mulheres continuam a ser vistas como seres inferiores.

Ser homem ou mulher é género. Ser pessoa é a essência de ser.

 

 

publicado por portosolidao@sapo.pt às 15:26 link do post | comentar | favorito

mais sobre mim

pesquisar

 

Abril 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

últ. comentários

links

subscrever feeds

as minhas fotos

blogs SAPO


Universidade de Aveiro