Solidão Amiga

 

A chama de uma vela, por oposição às luzes das lâmpadas, é sempre solitária. A chama de uma vela cria, ao seu redor, um círculo de claridade mansa que se perde nas sombras e no silêncio. Nenhuma conversa despropositada, nenhum riso fácil perturba a nossa mente, permitindo que, paradoxalmente, grandes comunhões aconteçam e que, precisamente nesta ausência, a proximidade seja maior.

Assim sendo, questiono-me:

“Como se comporta a Minha Solidão?

A Minha Solidão?

Há uma Solidão que é Minha, diferente das solidões dos outros?

A Solidão comporta-se?

Se a minha solidão se comporta, ela não é apenas uma realidade bruta e morta.

Ela tem vida.”

publicado por portosolidao@sapo.pt às 03:15 link do post | comentar | favorito