Quem somos

Um dos dramas desta nossa sociedade anónima, apressada e individualista é a solidão.

Solidão não é estar só. Estar só é geralmente uma opção livre, temporária, que proporciona momentos agradáveis, estimula a criatividade intelectual ou artística, permite parar na vida e olhar criticamente para dentro de nós e para as coisas do mundo.
Solidão é sentir-se só. Trata-se geralmente de uma situação forçada e geradora de angústia: é estar no meio de uma multidão que passa e não liga, olha e não vê, fala e não ouve, é não ter um ombro onde chorar, não ter alguém para nos ouvir, não sentir o calor de uma voz amiga.
A Solidão põe em causa a natureza social que caracteriza a pessoa. É, portanto, uma situação que obriga ao exercício da solidariedade.
Foi a consciência desta realidade que levou um grupo de Voluntários a estar disponíveis, com os seus talentos e as suas limitações, para acolher aqueles que vivem em solidão e estão necessitados de uma ajuda para superar ou pelo menos minorar o estado em que a vida os deixou.
Chamámos a este projecto: “Porto Solidão”. Quisemos jogar com um simbolismo que inclui as ideias de chegada a um espaço de abrigo, mas também de partida para o mar largo e aberto da esperança e da autonomia.
Estamos integrados no CAF (Centro de Aconselhamento Familiar), um Serviço do Secretariado da Pastoral Familiar da Diocese de Coimbra.
Mas sobretudo somos pessoas que queremos ajudar outros a serem mais pessoa, a acreditarem mais na vida, apesar e sobretudo quando as dificuldades parecem maiores, a perceber que por detrás de uma nuvem está sempre um sol radioso, que muitas das nossas angústias e receios estão dentro de nós e que, dentro de cada um há também muita força desconhecida que é preciso estimular.
No fundo, gostaríamos de ajudar as pessoas a ter melhor qualidade de vida, a enfrentar com optimismo as dificuldades, a acreditar que o futuro não está definido e vai sendo construído, no dia a dia, também por cada um de nós.
publicado por portosolidao@sapo.pt às 02:12 link do post | comentar | favorito