Abraço

 

Dá-me um abraço, fica por perto, neste aperto tão pouco espaço. Não quero mais nada, só o silêncio do teu abraço.

É nesse abraço que eu descanso, esse espaço que me sossega. E quando possas, dá-me outro abraço, só um não chega.

 

                                                                                                                                         (Miguel Gameiro)

publicado por portosolidao@sapo.pt às 15:00 link do post | comentar | favorito