Quarta-feira, 30.09.09

Solidão Amiga

 

A chama de uma vela, por oposição às luzes das lâmpadas, é sempre solitária. A chama de uma vela cria, ao seu redor, um círculo de claridade mansa que se perde nas sombras e no silêncio. Nenhuma conversa despropositada, nenhum riso fácil perturba a nossa mente, permitindo que, paradoxalmente, grandes comunhões aconteçam e que, precisamente nesta ausência, a proximidade seja maior.

Assim sendo, questiono-me:

“Como se comporta a Minha Solidão?

A Minha Solidão?

Há uma Solidão que é Minha, diferente das solidões dos outros?

A Solidão comporta-se?

Se a minha solidão se comporta, ela não é apenas uma realidade bruta e morta.

Ela tem vida.”

publicado por portosolidao@sapo.pt às 03:15 link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 21.09.09

Mais um Domingo

Há dias em que nos levantamos com a sensação de que o mundo lá fora não nos quer ver. Mal pomos os pés fora da cama, sentimos um forte arrepio que nos impele a voltar para os lençóis de novo. Não encontramos nada de interessante para fazer, falta-nos a imaginação, domina-nos uma enorme incapacidade para inventar, sentimo-nos inúteis, esvaziados, não apetece tirar o pijama. Ligamos a televisão. Pior! É pouco animador o que se vê. Passam duas, três horas neste estado desatinado. O tempo brumado também não ajuda muito. E que tal um cafezinho naquele café com um bolo de chocolate tentador? Não. O pequeno almoço tempera um pouco este destempero. Quase meio da tarde e arrastamo-nos neste enrolamento. Ah! Um banho morno, um creme amaciador no cabelo, uma vela perfumada, um livro ou um pouco de música. Finalmente, vestimos umas calças de ganga e lá decidimos ir tomar um café. Casualmente encontramos um antigo colega. - Está tudo bem? – pergunta sacramental. Ele abana a cabeça num gesto que identificamos como “assim, assim”. - Isso quer dizer? – vá lá não nos passou despercebido. - É a mulher – disse ele, contando de seguida que lhe tinha sido detectado um cancro numa mama, depois na outra e, mais recentemente, nos ossos. Sessões de quimioterapia, radioterapia, corridas para os hospitais. - E ela como tem reagido psicologicamente? O apoio? – perguntei - Tem o marido – respondeu-me ele com um sorriso nos lábios, um olhar brilhante e um gesto de mãos abertas. Bom, os meus olhos também brilharam de emoção. Era muito forte aquilo que acabava de ver. Depois de mais algumas palavras trocadas como fecho de conversa, eu tive que lhe dizer como foi bonito ver aquilo que vi.

Que estúpida era se deixasse o Domingo fechar-me em casa.

publicado por portosolidao@sapo.pt às 20:55 link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 09.09.09

A Solidão por companhia

 <<Solidão procura solidão e, quanto mais uma pessoa se isola, à medida que o tempo vai passando, mais isolada quer estar. Quando as pessoas se apercebem que a solidão é a sua companhia, o rosto entristece, a alma desvanece, um forte pesar parece invadir o pensamento. O cenário torna-se deprimente. O futuro sem esperança...>> por  Manuel Neto, em DN 6 Dezembro 2004

Quem não procura a companhia da Solidão? É paradoxal ter a Solidão como companheira quando esta é, por definição,  um sentimento de vazio e isolamento! Mas, na verdade, ela é nossa companheira em alguns momentos da vida. É na Solidão que nos encontramos, que nos embrenhamos no nosso ser. Contudo, devemos lembrar que não vivemos sós neste mundo! Dependemos uns dos outros…desde o padeiro, que nos coze o pão de todos os dias, o agricultor, que tira da terra os seus frutos vitais, ao amigo que sempre nos apoia e ajuda e tantos outros que tantas vezes nem nos damos conta! Vivemos em sociedade e necessitamos de interagir, pois essa é a nossa natureza! Contrariar esta natureza é fazer-nos infelizes…

publicado por portosolidao@sapo.pt às 16:22 link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito
Sexta-feira, 04.09.09

...

 

                                 Porque metade de mim é amor

E a outra metade também. 

publicado por portosolidao@sapo.pt às 19:26 link do post | comentar | favorito

mais sobre mim

pesquisar

 

Setembro 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
22
23
24
25
26
27
28
29

últ. comentários

mais comentados

links

subscrever feeds

as minhas fotos

blogs SAPO


Universidade de Aveiro