Porquê?

 

Porque nos recusamos a sair do luto que carregamos toda a vida?

 

Porque tratamos as dores físicas e descuramos as dores emocionais?

 

Porque temos o direito de chorar e não o dever de rir?

 

Porque precisamos de trabalhar se não temos tempo para o lazer?

 

Porque queremos ter tudo se nem ao pouco damos valor?

 

Porque receamos o silêncio se o barulho nos incomoda?

 

Porque não acertamos com a vida se temos tão certa a morte?

 

publicado por portosolidao@sapo.pt às 22:59 link do post | comentar | favorito